quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Novo Acordo Ortográfico! E agora?

Toda a gente fala do novo acordo ortográfico. Mas o que devemos fazer?
O que é o Novo Acordo Ortográfico?
O "Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa" é um documento assinado em 1990 por por representantes dos governos de Portugal, Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe.
O Novo Acordo Ortográfico foi aprovado pelo Governo português e publicado em Diário da República no dia 23 de Agosto de 1991.
Em 2004, este protocolo foi alterado, o que veio permitir a adesão de Timor Leste.
Este documento legal pretende regular a ortografia portuguesa, a única área da língua que é objecto de uma regulamentação oficial.

O Acordo Ortográfico já está em vigor?
Sim. O Acordo Ortográfico de 1990 vigora em Portugal desde 13 de Maio de 2009, data em que foi depositado junto da República Portuguesa o instrumento de ratificação do Acordo do Segundo Protocolo Modificativo ao Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

Existe um período de transição?
Sim. Há um período de transição, no qual todos nos devemos adaptar à nova grafia.
Este período teve início em 13 de Maio de 2009 e tem a duração de 6 anos. Isto significa que 2015 é o prazo limite para a adopção oficial da nova ortografia.
Como se escreve durante o período de transição?
Neste período são admitidas as duas grafias como correctas

O que vai mudar?
As principais alterações são:
• o alfabeto tem 26 letras (a,b,c,d,e,f,g,h,i,j,k,l,m,n,o,p,q,r,s,t,u,v,w,x,y,z);
• supressão das consoantes c e p quando não são pronunciadas;
• supressão do hífen nas formas do verbo haver;
• queda do acento agudo no ditongo oi da sílaba tónica de palavras graves (ex.: heróico; heroico; jibóia; jiboia);
• queda do acento agudo ou circunflexo em palavras graves homógrafas de palavras proclíticas, i.e., palavras gramaticais que não têm acentuação própria (ex.: pára [do verbo parar] > para; pêlos > pelos; pêra > pera);
• queda do acento circunflexo nas formas verbais que terminem em -eem (ex.: lêem > leem);
• novas regras para a utilização do hífen (ex.: auto-estrada > autoestrada; contra-regra > contrarregra; fim-de-semana > fim de semana; microondas > micro-ondas).

Posso continuar a escrever como aprendi na escola?
Sim. No entanto, quando houver uma generalização da nova ortografia, nomeadamente na comunicação social e em contexto escolar, pode ser importante e útil a aprendizagem dessa nova ortografia por motivos sociais e profissionais.

Já posso usar a nova ortografia para fins profissionais?
Sim. Porém, será porventura útil explicitá-lo de alguma forma (por exemplo, em nota de rodapé), tal como é prática em alguns órgãos de comunicação social que já adoptaram o Acordo.

Quando é que o Novo Acordo Ortográfico chega às Escolas?
O novo acordo ortográfico será utilizado em todas as escolas portuguesas a partir do próximo ano lectivo. Vamos começar a utilizá-lo já no dia 1 de Setembro de 2011!

Dicas:
Para colocar o Office 2007(necessita Office SP2: http://www.microsoft.com/downloads/pt-pt/details.aspx?displaylang=pt-pt&FamilyID=b444bf18-79ea-46c6-8a81-9db49b4ab6e5) compatível com a nova Reforma Ortográfica da Língua Portuguesa deve aceder à seguinte página Web:

Também existe a aplicação Lince -  é uma ferramenta de apoio à implementação do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa que converte o conteúdo de ficheiros de texto para a grafia neste momento a ser introduzida em vários países do espaço da CPLP. Suporta vários formatos e permite converter em simultâneo um número elevado de ficheiros de qualquer dimensão.Pode ser descarregada no seguinte endereço:
http://www.portaldalinguaportuguesa.org/index.php?action=lince
E ainda existe  conversor online disponibilizado pela Porto Editora: http://www.portoeditora.pt/acordo-ortografico/conversor-texto/Trabalho realizado por:
Ana Correia

1 comentário:

Gilberto Fernandes disse...

Entretanto a Microsoft acaba de disponibilizar uma atualização para o novo acordo ortográfico em: http://www.microsoft.com/portugal/acordoortografico/default.mspx